Imasul e Rally dos Sertões plantaram 100 mudas nativas para recuperar área de aldeia de MS

Campo Grande (MS) – Durante a passagem por Mato Grosso do Sul, o Rally dos Sertões em parceria com o Instituto de Meio Ambiente de MS (Imasul),  fez o plantio de 100 mudas de espécies nativas em área de preservação permanente da aldeia Limão Verde, em Aquidauana.

As mudas foram fornecidas por meio de cooperação com o viveiro da prefeitura de São Gabriel do Oeste e o Imasul, órgão vinculado a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), deu orientações técnicas para o plantio.

Diretor de licenciamento do Imasul, André Borges Barros de Araújo, explica que foram plantadas mudas de espécies nativas, sendo as frutíferas mais perto do córrego e ipês, árvore típica da região, mais distante, como forma de recuperar a área degradada e compensar a emissão de carbono deixada pela caravana dos competidores.

As ações sociais do Rally dos Sertões são feitas através da SAS (Saúde e Alegria dos Sertões), que reúne voluntários que atendem comunidades durante a competição. Os moradores indígenas da aldeia Limão Verde também receberam ações de saúde e sociais durante a sexta-feira (25).

A preocupação com a questão ambiental também inclui a retirada de resíduos deixados pelos veículos da competição durante a prova. André Borges explica que o Imasul acompanhou as ações das equipes que retiram itens dos carros e motos que quebram pelo caminho, além de vazamentos de óleos.

Secretário Jaime Verruck, governador Reinaldo Azambuja e diretor do Imasul, André Borges

“Nós acompanhamos e agora aguardamos um relatório da equipe do Rally sobre o que foi feito na área ambiental nas cidades do Estado”, explica o diretor de licenciamento do Imasul. Depois de 4 mil km percorridos de Goiânia a Bonito, a competição terminou no sábado (26).