Mato Grosso do Sul repassa conhecimento e sistema de gestão em Recursos Hídricos para Goiás

Campo Grande (MS) – Termo de Cooperação Técnica firmado nesta sexta-feira (22) entre os secretários de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Jaime Verruck, e de Goiás, Hwaskar Fagundes, permite a transferência àquele Estado de conhecimentos, compartilhamento de legislação, consultoria e capacitação de pessoal para operar ferramentas do Sistema de Gestão Ambiental e de Recursos Hídricos utilizado pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul). O ato de assinatura do documento aconteceu na sede da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), com as presenças ainda do secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna; do diretor presidente do Imasul, Ricardo Eboli; do gerente de Outorga da Secretaria de Meio Ambiente de Goiás, Fernando Morato e do chefe de gabinete Sandro Faria.

O termo tem período de vigência de 24 meses, devendo cada ente envolvido dar ampla publicidade aos resultados alcançados. Mato Grosso do Sul também pode dispor de informações técnicas e científicas que considerar importante, desenvolvidas por Goiás. O alvo, entretanto, é o conhecimento adquirido por Mato Grosso do Sul na gestão dos Recursos Hídricos, desde o sistema operacional até o arcabouço legal, o que chamou a atenção do secretário de Meio Ambiente de Goiás e o levou a solicitar a cooperação.

“Estávamos buscando tecnologia, uma ferramenta para melhorar nossa produção no sistema de outorga. Então procuramos Mato Grosso do Sul, fomos imensamente bem recebidos, estamos muito felizes, acreditamos que essa parceria vai resultar numa celeridade de 40% nos processos de outorga. Uma parceria extremamente importante”, descreveu o secretário de Goiás, Hwaskar Fagundes. “A Semagro, por meio do Imasul, vai nos fornecer todas as ferramentas necessárias, vai dar treinamento de 90 dias para os técnicos e disponibilizar todas as normativas, portarias, deliberações para poder embasar o sistema”, completou.

O secretário Jaime Verruck destacou o pioneirismo e a inovação de Mato Grosso do Sul nessa área, que coloca o Estado no protagonismo nacional em um assunto muito importante e relevante para as futuras gerações, que é a conservação da água.

“Já temos uma parceria importante no Comitê de Bacia do rio Paranaíba, gerido em conjunto por Mato Grosso do Sul e Goiás. Mas a questão principal apresentada, e que vinha sendo tratada pelos governadores Marconi Perillo e Reinaldo Azambuja, era na questão dos Recursos Hídricos. Nosso sistema de gestão, desenvolvido por nossos técnicos, é inovador e permite uma gestão adequada dos recursos hídricos. Goiás quer fazer uma gestão competente e responsável nesse setor e para tanto buscou parceria com Mato Grosso do Sul. Vamos transferir o sistema, vamos capacitar os técnicos e repassar um pacote de legislação”, afirmou.