REDE TELEMÉTRICA DA QUALIDADE DO AR DE MATO GROSSO DO SUL


O monitoramento dos índices de poluentes no ar é de extrema importância para a manutenção da qualidade de vida de uma população, para a gestão ambiental e desenvolvimento sustentável de uma região. Esta gestão é realizada através do acompanhamento sistemático dos aspectos de qualidade do ar, através de uma plataforma eficiente e de fácil compreensão.

Visando simplificar o entendimento dos padrões da Qualidade do Ar, a grande maioria das agências de regulação e controle do meio ambiente, nacionais e internacionais, adotaram o IQA (Índice de Qualidade do Ar) desenvolvido pela EPA - Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos da América. O Índice de Qualidade do Ar desenvolvido pela EPA é uma ferramenta utilizada para simplificar a divulgação dos dados, relativos ao monitoramento da qualidade do ar. Consiste em transformar as concentrações de poluentes atmosféricos em um único valor adimensional, que possibilita a comparação com os valores definidos na legislação aplicável, facilitando a compreensão do público em relação aos níveis de poluição atmosférica. No Estado de Mato Grosso do Sul, o IMASUL (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) iniciou o monitoramento do IQA através de um projeto piloto da implantação da Rede Telemétrica localizada na cidade de Três Lagoas, por esta apresentar a maior concentração de indústrias com emissões atmosféricas do Estado.

O acesso ao IQA é disponibilizado pela internet ao público em geral através do software de monitoramento Predictor. Novas estações de monitoramento para controle do IQA em outras regiões do Estado poderão ser disponibilizadas no software Predictor, à medida que entrarem em operação, compondo a Rede Telemétrica de Monitoramento da Qualidade do Ar no Estado de Mato Grosso do Sul.

As estações de Qualidade do Ar enviam os dados para o banco de dados do IMASUL para que seja realizado o cálculo dos índices e divulga as informações para a população, de forma on-line, através de um link em seu site. Cada poluente é contabilizado através de uma concentração média móvel do período mais atualizado (24 horas, 8 horas ou 1 hora, dependendo do poluente).

Caso neste respectivo período não seja disponibilizada a informação da medição do poluente (devido a problemas na comunicação ou manutenção nas estações) o respectivo poluente é apresentado com o status “Sem Dados”. Após a identificação da indisponibilidade das informações, serão adotadas medidas técnicas na EQAR para o restabelecimento dos dados.

Para acessar o site da RTMS: http://ar.imasul.ms.gov.br/

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.